Antropofobia, uma doença grave no nosso lindo mundo!

7 agosto, 2009 at 11:44 pm (Antropofobo)

Quero deixar claro que antropofobia é uma doença séria e está se espalhando de forma endêmica pelo mundo. Porém, devemos prestar bem atenção aos sintomas corretos, pois pseudos-casos (como losermanite aguda ou hiperdepressãoporfaltadeumablusanova)  estão surgindo por ai, só dificultando para real luta contra essa maleficência no nosso lindo mundo atual.  Quando o homem completa sua indignação e a sua sensibilidade autocrítica extrapolando os limites do viável, começa a aparecer os primeiros  sintomas.

Em seguida uma lista dos principais sintomas da antropofobia crônica:

  1. Indignação ao ver pessoas sorrindo ao escutar músicas felizes em lugares felizes;
  2. A arcada dentária trava, impossibilitando, também, a comunicação com seres felizes;
  3. Uma música começa a tocar em volume máximo dentro da cabeça e o refrão é “Morte a todos, morte a todos – que o mundo acabe agora!”
  4. Por fim, a pessoa se trancafia em um lugar quente da sua mente e por ali fica sem perceber que existe algo ao seu redor.

Se alguém souber de algum caso como este ligue para o número Blá Blá Blá e fale com “casa”! Com todas nossas forças iremos acabar com esta doença mortal que ataca a nossa linda humanidade.

About these ads

14 Comentários

  1. crownedvic said,

    Primeiramente, seja bem-vindo, ó grande Felipe!
    E quanto a essa antropofobia, achei legal o fato de seu texto ter servido para mim… Não é a toa que andei sumido de todos os lugares, assim como daqui do Pensitivo…
    Mas é como você disse: a pessoa se trancafia em um lugar quente da sua mente e por ali fica sem perceber que existe algo ao seu redor… Eu andava assim até pouco tempo, mas acho que os sintomas andam se diminuindo.
    Por isso creio que em breve estarei apto a escrever alguma coisa aqui, assim como comentar textos que li e não comentei (como um maravilhoso conto de Peterson).
    Grande abraço a todos…

    • antropofobo said,

      É isso ai mesmo Crowndevic, as pessoas desconhecem as dimensões dessa coisa chamada antropofobia/misantropia… não a toa que vivemos pra mostrar que isso existe (hehehe)! Valeu pelas boas vindas.

    • marcia rejane said,

      olá td bem? sou a marcia do R/N , o meu atual namorado tem antroporfobia,éle tem 23 anos e eu sou a primeira namora dele. Ele nunca saiu para uma festa vive a estudar, um cara super inteligente. A verdade é que tenho muito o que aprender sobre essa fobia, pois amo muito ele e não quero que esse problema venha atrapalha nosso namoro.

  2. Peterson Espaçoporto said,

    Bem vindo, Felipe +) A alta hora não me permite fazer um comentário muito complexo, aehaEHeahaEhAEHE – mas bem vindo, velho =)

    • antropofobo said,

      Valeu Peterson… espero contribuir bastante aqui (ou não), com algumas idéias insanas que fazem o mundo girar!

  3. Yakimishi said,

    Todos os sintomas batem, exceto essa música ridícula. O que tem haver? por que todos nós pensariámos nesta música mutuamente?

  4. Eglon said,

    Às vezes é preciso estender o olhar além de nossas necessidades imediatistas e verificaremos que há um espectro de pessoas carentes de todo o tipo de orientação e suporte para enfrentar seus desafios. Às vezes nem isso tem: desafio, porque estão sem objetivos. Então, se nos propusermos a auxiliar a humanidade em suas dificuldades mínimas, se atingirmos uma consciência social e ambiental, capaz de influenciar de vez em quando o mundo a nossa volta, verificaremos que determinadas introspecções negativas não estarão presentes em nossa vida. Basta sair por aí (e pode ser na rede social mesmo) e verificaremos que poderemos fazer algo para tornar o mundo melhor. Isto nos trará a cura. Não precisa virar um missionário. É coisa para de vez em quando. E já será suficiente. Parabéns a todos pela iniciativa de discutir o assunto e buscar uma solução.

  5. Clelia said,

    Também gostaria de saber mais sobre essa doença, porque não consigo mais sair de casa e só converso com pessoas por redes socias.Daí não sei se é medo ou sei lá.. Mas o fato é q detesto que fiquem me olhando ou falando de mim; Enfim não gostaria de viver no mesmo espaço que eles.. é muito estranho. Valeu!

    • antropofobo said,

      Não conviva! Fiquei reclusa, se esconda, use uma máscara!

  6. Iberê dos Reis Cândido said,

    TODOS PRECISAMOS NOS COMUNICAR, TROCAR IDÉIAS, FAZ PARTE DO SER HUMANO…FALAR COM AS PESSOAS, RIR UM POUCO, É BOM

  7. Costenov said,

    Boa noite, eu tenho uma pessoa na família que eu falo muito e sofre dessa fobia eu gostava muito de ajuda-la mas não sei como, gostava de saber se existe alguma técnica para este caso? Obrigado, Aguardo a vossa resposta o mais rápido possível!

  8. Gustavo said,

    também estou com um problema parecido por não me sentir bem perto de muitas pessoas

  9. adelar said,

    me ajudem so quero ficar trancado,sinto medo de pessoas do mundo,so quero morrer.

  10. Santaum said,

    Fica calmo(a). A vida tem altos e baixos. Sem dúvida, você precisa da ajuda de um psicólogo ou psiquiátra. Eu e minha noiva sempre frequentamos. Nos ajudam bastante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: